Pages

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

A Evolução do Desodorante.... 1000 anos se passaram

Boa Noite meninas!!!!

Corre que ainda dá tempo de participar do Sorteio Cheirinho de Bebe, é até meia noite de hoje!!!!



Mas vamos agora falar de algo que todas nós usamos, cada uma tem uma preferencia, mas usamos!!!

O Desodorante!!!!

Quem passa pela seção de produtos de beleza e higiene de farmácias e supermercados e se depara com várias opções de desodorantes e antitranspirantes não imagina que, há cerca de 50 anos, era muito diferente. 
As pessoas tinham de se virar com talcos e colônias que, além de não resolverem completamente a questão do mau cheiro e da transpiração, podiam deixar manchas incômodas debaixo das axilas.
Se você achou esse cenário curioso, vai se surpreender ainda mais se voltarmos no tempo. Mais especificamente, até a época do Império Romano (27 a.C. – 476 d.C.). 
Nesse período, os homens utilizavam pequenas almofadas perfumadas para combater o odor e a umidade causada pelo suor. E olha, quanto suor! Para você ter uma idéia, uma pessoa transpira cerca de 6 mililitros diariamente, ou seja, 3 ml em cada braço.
Os desodorantes como existem hoje surgiram nos Estados Unidos após a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), conforme explica o engenheiro químico Antal Gyorgy Almasy, membro do Conselho Consultivo da Associação Brasileira de Cosmetologia (ABC).
"Eles foram criados em formato de aerossol para evitar a proliferação das bactérias que provocam o mau cheiro nas axilas, mas tinham atuação limitada em termos de perfumação", afirma.
A evolução
Hoje em dia, é só olhar para as prateleiras e perceber a variedade de desodorantes disponíveis no mercado. Proteção 24 horas, com perfume, sem perfume, transparente, que reduz o crescimento dos pelos. Tanta oferta, porém, pode gerar dúvidas na hora da compra, já que vários possuem versões em spray (ou squeeze), aerossol e roll on. Afinal, qual o melhor tipo para você?
A resposta não é simples. Cada um tem suas vantagens e desvantagens, conforme explica a dermatologista Tatiane Curi, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Os sprays e aerossois, por exemplo, são absorvidos mais instantaneamente pela pele, ou seja, secam mais rápido. Mas, entre os dois, o aerossol apresenta mais pontos positivos.
"Ele não contém solução alcoolica e é mais fácil para o usuário delimitar a área onde será aplicado que o spray, que, ainda por cima, escorre", diz a especialista. O álcool inserido em alguns desodorantes em spray pode causar também ardência nas axilas, principalmente após a depilação. Tatiane acrescenta que esses produtos são bem indicados para os homens. "Eles têm mais pelos, o que dificulta a absorção das versões em roll on e em creme".
Em contato com a pele
Os desodorantes em creme tornam-se opções ideais para quem possui sensibilidade a alguma substância presente nos produtos que “espirram”. "Às vezes, a intolerância é tanta que é necessário um dermatologista prescrever uma fórmula para ser elaborada em laboratório de manipulação", complementa Tatiane. A desvantagem de ambos é que demoram mais a ser absorvidos pela pele.
Já o roll on, que disputa com o aerossol a liderança na preferência popular, é de fácil aplicação, mas alguns deixam uma película meio esbranquiçada que pode destruir qualquer visual. O engenheiro químico Antal Gyorgy Almasy, membro do Conselho Consultivo da Associação Brasileira de Cosmetologia (ABC), aproveita e dá uma dica importante. "As brasileiras adoram roupas escuras, então os desodorantes que prometem não manchar essas peças são ideais. Mas duram menos tempo", adverte.
Agora que já sabe as diferenças entre eles, aí vai uma curiosidade: você sabia que nem todo produto impede a transpiração? Os que diminuem a produção de suor são os antitranspirantes, que atuam nos poros, fechando as glândulas sudoríparas. Os desodorantes, como conhecemos, têm ação antibactericida, porém, não eliminam a produção excessiva da pele. Há também desodorantes antitranspirantes. Estes contemplam as duas ações em um só produto.
Mas se mesmo passando frequentemente esses itens, você continua suando demais, deve prestar atenção. Pode ser indício de alguma disfunção hormonal ou uma doença mais grave. "Problemas na tireoide, leucemia e diabetes apresentam esses sintomas"

Fonte : www.portalvital.com.br 

E ai o que vocês usam? Qual a preferencia de vocês?
Beijão






6 amiguinha(s) Comentaram:

marcelli Lessa disse...

oi flor!
vim aqui convidar vocẽ suas seguidoras pro sorteio que tá rolando no meu bloguinho!
vou ficar super feliz em te ver por lá, amiga!


http://ofabulosomundodemarcellilessa.blogspot.com/2011/08/sorteio-mega-fofo-aqui-no-blog.html


beijinhos e te espero lá! *_*

Luciana Aragão disse...

Eita que nesse blog eu fico Antenada!!! hehehe....
bom dia pra ti flor!

lilian disse...

Ótimo post, realmente não dá pra viver sem ele, dificilmente agente encontra uma pessoa que diz: se eu não usar desodorante no final do dia, estou com odor nas axilas.
Beijos.

Monnyii disse...

Eu gosto da Natura, dura mesmo 24h.

Janaína Santos disse...

Que legal o post!!!
Eu uso os da avon 24 hrs!!!
Bjs

jennifer paola disse...

naum dá pra vivem sem ele é igual maquiagem todos os dias tem que passar e elle tem que reforçar a cada 6 horas dependendo do caso e da marca,os que eu mais gostos são em creme por causa q seca mais rapido pra ir pra eskola
"To participando do sorteio do vestido para minha filhota peluda que
a Vila Mulher está sorteando para as leitoras em parceria com o Blog Tog Dog"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visitantes pelo Mundo - a partir de 25/07/2011